sábado, 9 de janeiro de 2021

OS CAMINHOS INCAS, por Maria Graciete Besse

1.

 

O antigo perfil dos Incas atravessa o

cansaço da pedra que bebeu a dureza

o sangue, a febre, a orla da coragem

no breve confronto das genealogias.

 

Manco Capac sai da espuma do lago

enterra no húmus a sua vara dourada

e abre os breves caminhos da revolta

sem pressentir a energia da desgraça.



isbn: 978-989-8789-55-6

104 páginas

pvp: 13 euros

 

ÁLAMO, por Leonora Rosado

 


29. Gentil não a tua alma

Mas a tua vulva

Suaves os teus seios

E as tuas harpias

Devoram 

O calor ininterrupto

Do meu sexo


isbn: 978-989-8789-58-7

88 páginas

pvp: 12 euros

quinta-feira, 8 de outubro de 2020

UMA SETA NO CORAÇÃO DO MUNDO, enviada por PEDRO PAIXÃO

 

«Só depois de aprendermos a andar, podemos começar a correr. Mas nunca chegamos a voar. Hesitamos entre o anjo e a besta.»

ISBN: 978-989-8789-51-8

240 páginas

Pvp: 15 €


terça-feira, 22 de setembro de 2020

ESPANTA-ESPÍRITOS, por João Pedro Mésseder

Pousados nos restos

da cúpula de Hiroxima

descansam dois grous.


ISBN: 978-989-8789-52-5

136 páginas

pvp: 13 euros

 

 

terça-feira, 14 de julho de 2020

ANÚNCIO (nem triste nem alegre)

Depois de 20 anos a publicar  (são cerca de 150 títulos), a Licorne vai regressar à toca. 

Até ao final do ano publicaremos ainda 
PEDRO PAIXÃO
JOSÉ MIRANDA RODRIGUES
JOÃO PEDRO MÉSSEDER
LEONORA ROSADO
LI PO
MANUEL SILVA-TERRA

e esperemos neste mundo volátil que tudo se cumpra como quer a Natura Espinosana: que tudo regresse à Substância original. 

Aos interessados, aqui, iremos dando conta dos movimentos perpétuos.

Gratos a todos os que nos têm acompanhado.

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2020

E chega a "devir" 6

Dirigida por Ruy Ventura e
Nuno Matos Duarte 

ISSN 2183-5381-06
146 páginas
Pvp: 12 €

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

NOTAS SOBRE A MELODIA DAS COISAS, de Rainer Maria Rilke

Estimados leitores
por falha na revisão da capa desta reedição, o Licorne está em sofrimento. 
Onde está escrito Marie, deve ler-se MARIA. 
Os erros acontecem por vezes por excesso de confiança. Neste caso foi termos lido o que desejávamos ler e não o que foi descuidadamente escrito. 
AS NOSSA DESCULPAS, pois. 
Mas o texto, que é uma bela tradução da Ana Falcão Bastos, oferecido à Licorne - e o que realmente interessa, mantém-se incontaminado pelo vírus.
Bem-hajam. 
E o nosso amado R. M. Rilke que nos perdoe.

os amigos da editora